Os impostos do carro costumam assustar alguns motoristas no início do ano, pois o pagamento deles pode deixar o orçamento apertado.

Mas não tem como fugir, né! Eles são obrigatórios e devem ser pagos todos os anos.

Os impostos a serem pagos são o IPVA, o Licenciamento e o DPVAT.

O valor vai variar de carro para carro, pois algumas coisas são levadas em conta, como tipo de veículo e estado.

No artigo de hoje, nós falaremos sobre o funcionamento dos impostos do carro que devem ser pagos todos os anos.

Acompanhe a leitura para saber mais!

Quais são os impostos do carro?

Existem três impostos que precisam ser pagos todos os anos para continuar rodando com carro sem correr o risco de multas.

São eles: IPVA, DPVAT e Licenciamento. Falaremos deles nos tópicos a seguir.

IPVA

A sigla IPVA se refere ao Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores e é uma taxa cobrada anualmente pelo governo de cada estado.

O valor cobrado é calculado com base no valor venal do veículo, que varia de 1,5% a 4% a depender do estado.

Para determinar o valor exato, o governo utiliza os dados da Tabela FIPE.

Vale dizer que os valores da tabela são atualizados todo mês, por isso é sempre bom ficar de olho, viu!

No geral, os pagamentos ocorrem entre janeiro e março, as datas podem variar conforme o estado.

Ainda é possível obter desconto de em média 3% no IPVA, para isso é necessário efetuar o pagamento total do imposto até a data de vencimento.

Existem alguns veículos que não precisam pagar esse imposto, como os carros de no mínimo 20 anos de fabricação.

Taxas obrigatórias

DPVAT

O DPVAT é um seguro por danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre.

Ele é garantido por lei e seu pagamento é obrigatório. O DPVAT serve para indenizar as vítimas de acidentes de trânsito causados por veículos.

Ele é pago pelo proprietário do veículo, mas é um direito de todos, afinal qualquer pessoa pode ser vítima de acidentes de trânsito.

Dessa forma, qualquer pessoa que vivenciar um incidente de trânsito que cause invalidez parcial ou permanente, morte ou despesas médicas será indenizada.

Para receber a indenização desse imposto é necessário fazer a solicitação no aplicativo DPVAT ou na agência do banco.

O valor da indenização vai depender do tipo de acidente ocorrido. Abaixo os valores da indenização de acordo com as coberturas.

  • Morte: os familiares ou herdeiros podem ser beneficiados em até R$ 13.500.
  • Invalidez: o acidentado pode receber até R$ 13.500.
  • Despesas médias: a vítima pode receber até R$ 2.700.

A indenização vai valer para todos que sofreram o acidente e não somente para o condutor do veículo.

Licenciamento

O licenciamento também é um dos impostos do carro que devem ser pagos todos os anos.

Essa taxa é obrigatória e serve para garantir que o veículo está adequado para circular nas ruas.

São observadas questões relacionadas à segurança do carro e emissão de poluentes, tudo vai depender de cada estado.

O valor não costuma ser muito alto, ele varia de R$ 50 a R$ 100.

Depois de pago, o motorista pode emitir seu Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) para rodar tranquilamente pelas vias.

Como fazer o pagamento?

O pagamento dos impostos do carro podem variar conforme o tipo de taxa e estado.

O IPVA pode ser pago em cota única (com desconto de 3%) ou em três parcelas regulares com parcela mínima de R$ 50.

Ainda é possível fazer o pagamento IPVA junto com o licenciamento.

No site da Fazenda é possível ter acesso a todas essas informações e também emitir boletos de pagamento.

Para pagar o licenciamento separado do IPVA é preciso estar com o número do Renavam em mãos junto com a placa do veículo.

Feito isso, basta ir até a agência do seu banco ou acessar pelo internet banking, informar os dados do carro e fazer o pagamento.

O valor a ser pago pelo seguro DPVAT pode variar de acordo com o tipo de veículo, mas a média geral é R$ 100.

A guia de pagamento pode ser emitida pelo site da Seguradora Líder, caso não tenha sido enviada pelos Correios.

Para fazer a emissão pelo site, basta preencher as informações sobre a placa e o Renavam do veículo e pronto.

Como se organizar para pagar os impostos do veículo?

Quando o mês de janeiro se inicia e muitas pessoas se encontram desesperadas com os impostos do carro.

Aqui vão algumas dicas para se organizar melhor e otimizar o planejamento financeiro para o pagamento das contas.

Utilize o 13 º salário

O décimo terceiro salário corresponde a uma remuneração extra recebida em dezembro pelos funcionários de uma empresa.

Muitas pessoas costumam usá-lo para bancar uma viagem de férias e fazer compras.

Não há nada de errado com isso, mas ele também pode ser usado para arcar com as despesas do carro no começo do ano.

Avalie as condições de pagamento

Dentre os impostos do carro que precisam ser pagos estão o IPVA, o seguro DPVAT e o Licenciamento.

As condições de pagamento podem variar conforme cada taxa. Avalie bem o que vale a pena ser parcelado e o que vale a pena pagar à vista.

Por exemplo, pagar o IPVA à vista pode ser vantajoso porque o governo oferece um desconto de até 3%.

Faça uma previsão de gastos

O melhor caminho para não se atrapalhar com as despesas é se planejar financeiramente.

Você pode fazer uma previsão, mesmo que simples, do que planejar gastar em cada mês do ano.

Dessa forma, ficará mais fácil poupar dinheiro para pagar os impostos do carro no início do ano.

Planejamento financeiro

Conclusão

Neste artigo, nós falamos sobre os impostos do carro que devem ser pagos anualmente.

Dentre eles estão o IPVA, o seguro DPVAT e o Licenciamento. Essas taxas são obrigatórias e garantem que o veículo esteja em dia com o seu estado.

Se planejar financeiramente é essencial para conseguir pagar os tributos em dia e ainda conseguir desconto.

Além disso, é muito importante garantir a proteção do carro para dirigir sem nenhuma preocupação durante todo o ano.

A Loovi oferece proteção contra roubo e furto por meio de uma tecnologia única.

Nosso dispositivo é capaz de rastrear e monitorar seu carro em tempo real.

Por meio dele você pode ter acesso a diversas informações sobre o veículo, como localização em tempo real, as viagens percorridas, as movimentações do carro e mais.

Em caso de furto ou roubo, nós conseguimos recuperar o carro facilmente, mas caso isso não seja possível nós pagamos 100% da FIPE.

Conheça mais sobre nossos serviços aqui no site ou com algum de nossos especialistas.