A manutenção preventiva é uma tarefa que merece ser priorizada por quem deseja manter o bom funcionamento do carro.

Ela permite com que o veículo apresente um desempenho satisfatório e possua menos chances de apresentar problemas futuros.

Além disso, esse tipo de revisão sai muito mais em conta para o bolso do dono do carro já que os custos de manutenção costumam ser menores que os de correção.

Um exemplo disso é o fato da troca de óleo feita no intervalo de tempo da quilometragem recomendada custar bem menos do que resolver um problema ocorrido no motor.

Mas esse é somente um dos itens que precisam ser checados na manutenção preventiva do carro.

Neste artigo nós falaremos mais sobre ela e também mostraremos como fazê-la corretamente. Acompanhe a leitura para saber mais!

Manutenção preventiva sendo feita no veículo

O que é a manutenção preventiva?

Já ouviu aquele ditado: “Prevenir é melhor do que remediar”? Ele consegue traduzir muito bem o que quer dizer manutenção preventiva.

Na prática ela consiste em um conjunto de práticas que buscam conservar o veículo nas melhores condições possíveis.

Esse tipo de revisão evita que problemas maiores venham acontecer e garante um maior controle sobre as partes do carro.

Para que a manutenção preventiva seja feita é necessário considerar alguns aspectos que impactam diretamente o uso do automóvel.

Os principais deles são tempo e utilização, estes dois critérios são bastante utilizados para identificar o momento certo de fazer a revisão.

Existem alguns itens que precisam ser checados em determinados períodos de tempo, já outros variam de acordo com o uso do veículo.

A revisão preventiva é feita tanto em carros quanto em máquinas e equipamentos industriais.

Ela permite com que haja mais segurança no uso e mantenha os itens em bom estado de conservação.

De acordo com dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, as máquinas e os equipamentos causaram 528.473 acidentes de trabalho entre 2012 e 2018.

Estes acidentes poderiam ter sido evitados ao fazer a manutenção preventiva das peças das máquinas e equipamentos.

Como fazer a revisão preventiva no carro?

Existe uma série de itens que devem ser checados para fazer a manutenção preventiva veicular.

O grande objetivo dela é evitar falhas que possam acontecer conforme o tempo e uso do veículo.

Confira abaixo os itens que precisam ser revistos neste tipo de manutenção.

1. Sistema elétrico

Esse sistema é responsável por manter o funcionamento de toda a parte elétrica do veículo, como luzes, baterias, sensores e mais.

Existem mais alguns itens que fazem parte do sistema elétrica, são eles:

  • Luzes do painel
  • Direção eletrônica
  • Injeção eletrônica
  • Alarmes
  • Câmeras de ré
  • Vidros elétricos e travas
  • Faróis
  • Câmbio
  • Caixa de fusíveis

Sempre é válido manter cada uma destas partes revistas para garantir um bom desempenho e também evitar multas.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), andar com as lâmpadas queimadas pode gerar multa ao condutor.

2. Sistema de transmissão

O grande objetivo desse sistema é levar a energia gerada pelo motor até as rodas e também regular o torque por meio da troca de marchas.

Ele é composto por algumas peças, algumas delas são:

  • Caixa de marchas
  • Embreagem
  • Correias
  • Pedais

A troca dos itens do sistema de transmissão pode não ser muito barata, por isso fazer a manutenção preventiva pode prolongar o tempo de vida das peças.

3. Sistema de arrefecimento

A principal função desse sistema é manter a temperatura do veículo adequada para que ele possa funcionar sem problemas.

Para manter as partes do carro refrigeradas, a temperatura ideal gira em torno de 90 a 110 graus Celsius.

Dentre os itens que compõem esse sistema estão:

  • Bomba d’água
  • Ventoinha
  • Reservatório
  • Radiador
  • Aditivo
  • Válvula
  • Mangueira

É importante realizar inspeções frequentes para garantir um bom aproveitamento desse sistema.

Fique atento também ao nível dos fluidos para mantê-los sempre dentro do adequado.

4. Sistema de frenagem

Esse sistema é composto por diversos itens que são responsáveis por desacelerar o veículo e pará-lo completamente.

Ele garante boa parte da segurança do veículo, por isso é tão importante fazer revisões periódicas.

Segue abaixo alguns componentes deste sistema.

  • Pastilha de freio
  • Pedal
  • Disco de freio
  • Tambor de freio
  • Cilindro de roda

O sistema de frenagem merece uma atenção especial durante a manutenção preventiva já que seu bom desempenho evita muitos acidentes.

Para garantir um bom serviço de manutenção no carro é importante contar com um profissional de qualidade e confiança.

Faça pesquisas e peça recomendações para familiares e conhecidos para ter certeza que seu automóvel está em boas mãos.

Dessa forma, você pode ficar tranquilo em saber que seu veículo estará seguro e com menos chances de apresentar problemas futuros.

Conclusão

Neste artigo, nós falamos sobre a manutenção preventiva do carro e mostramos os itens que precisam ser checados.

É essencial assegurar que o sistema elétrico, o de transmissão, o de arrefecimento e o de frenagem funcione bem para evitar falhas futuras.

Os critérios para fazer esse tipo de manutenção podem variar conforme a peça do carro.

Existem algumas que precisam ser conferidas durante um certo intervalo de tempo e outras conforme a forma de utilização.

A manutenção preventiva garante o bom desempenho e a segurança do veículo para que ele trafegue sem problemas.

Ainda assim é possível deixar o carro mais seguro, manter o veículo protegido contra furto e roubo é fundamental para evitar que ele seja levado por pessoas má intencionadas.

O dispositivo da Loovi é capaz de rastrear e monitorar o carro em tempo real, obter a localização do veículo e levantar informações sobre o desempenho.

Todas essas informações são disponibilizadas por meio do aplicativo Loovi, ele é muito simples e intuitivo de mexer.

Através dele também é possível entrar em contato com nossa equipe com um clique quando algum imprevisto acontecer.

A tecnologia presente no dispositivo permite a recuperação de veículos roubados ou furtados muito facilmente.

Mas caso isso não aconteça, você receberá o valor de 100% da Tabela FIPE.

De qualquer forma você não sai no prejuízo, pois terá seu carro de volta ou receberá o valor de mercado do veículo.

O aparelho é muito simples de ser conectado, basta plugá-lo na porta OBD2 do veículo, você mesmo pode fazer isso.

Além disso, ele não prejudica nenhuma parte do carro, já que não é necessário fazer corte de fios.

Conheça mais sobre os serviços e planos oferecidos pela Loovi aqui no site ou com algum de nossos especialistas.

Preencha os campos abaixo para que um de nossos consultores entre em contato com você ;)